caves casa de oleiros, our partners

19/09/2017 17:40

Prestigio valores medalhas e condecorações nacionais e internacionais 

A “Casa de Oleiros” é uma das mais antigas e prestigiadas Quintas enquadradas na designação “Entre Douro e Minho”, mais propriamente no Centro Produtor, por excelência, do Vinho Verde.

https://www.casaoleiros.com/premios/premios.html#prettyPhoto

A sua existência perde-se no decorrer dos anos, pois encontra-se na família há mais de 5 gerações; no entanto já era conhecida anteriormente por manuscritos existentes num velho Convento – Paredes Meias com a Quinta – o Convento de S. Salvador de Travanca, que em tempos remotos foi construído pelos frades Beneditinos.
Já então as uvas e o vinho da sua produção eram conhecidos e apreciados pelas populações vizinhas.
Inicialmente, essa mesma produção era “artesanal”, respeitando todas as tradições transmitidas, de geração em geração.

Enólogo - Jorge Sousa Pinto

Técnico de Viticultura - Pedro Ferreira
Clima- Temperado com Invernos pouco agressivos e Verões acentuados;
Orientação Solar - Nascente / Sul / Poente 
Tipo de Solo - Terrenos de Costa granítica e Argiloso
Castas - Brancas (Azal e Pedernã); Tintas (Vinhão)

Vinho Verde Espumante Branco

MARCA - CASA DE OLEIROS

PRODUTO - Espumante - Método Clássico

TIPO - Branco

DESIGNAÇÃO – Espumante de Qualidade

REGIÃO – Vinhos Verdes (Sub-Região de Amarante)

CASTA - Vinhão

Vinho Verde Espumante Tinto

MARCA - CASA DE OLEIROS

PRODUTO - Espumante - Método Clássico

TIPO - Tinto

DESIGNAÇÃO – Espumante de Qualidade

REGIÃO – Vinhos Verdes (Sub-Região de Amarante)

CASTA - Vinhão

Vinho Verde Espumante Rosé

MARCA - CASA DE OLEIROS

PRODUTO - Espumante - Método Clássico

TIPO - Rosado

DESIGNAÇÃO – Espumante de Qualidade

REGIÃO – Vinhos Verdes (Sub-Região de Amarante)

CASTA - Vinhão

Vinhos | Espumantes | Seleccionado | Branco

Após escolha criteriosa durante a vindima, segue-se uma vinificação cuidada, de forma a enaltecer todo o potencial das castas utilizadas.

Assim se obtem o CASA DE OLEIROS BRANCO,citrino na cor,de nariz,jovem e frutado,revelando-se na boca um vinho suave,fresco e longo. Deve ser bebido fresco,(6º a 8ºC), para melhor acompanhar entradas ou saladas,todo o tipo de peixes,mariscos e carnes brancas.

 

Vinhos | Espumantes | Seleccionado | Arinto

Após escolha criteriosa durante a vindima, segue-se uma vinificação cuidada, de forma a enaltecer todo o potencial da casta PEDERNÃ/ ARINTO .

Assim se obtem o CASA DE OLEIROS PEDERNÃ,citrino ,com reflexos verde palha brilhantes de nariz jovem intenso com fruta bem madura,apresentando-se na boca um vinho suave equilibrado com final muito agradável. Deve ser bebido fresco,(6º a 8ºC), para servir como aperitivo ou acompanhar entradas assim como todo o tipo de marisco ou peixes magros como o linguado,robalo,pescada,etc.

Vinhos | Espumantes | Seleccionado | Azal

Após escolha criteriosa durante a vindima, segue-se uma vinificação cuidada, de forma a enaltecer todo o potencial da casta AZAL .
Assim se obtem o CASA DE OLEIROS AZAL,citrino ,com reflexos esverdeados brilhantes de nariz limpo intenso com aroma bastante expressivo a frutos tropicais com notas florais.

Na boca revela-seequilibrado com final muito persistente e agradável. Deve ser bebido fresco,(6º a 8ºC), para melhor acompanhar todo o tipo de marisco(em especial as ostras)ou pratos confeccionados com os mesmos como Ameijoas à “Bolhão Pato”, Arroz de Marisco, Parrilhadas ,Açordas ,etc. É Bom para servir qualquer tipo de peixe ,mas Excelente para acompanhar peixes gordos como bacalhau,sável,salmão,rodovalho ,etc. Também acompanha muito bem carnes brancas,como perú, faisão ou outras aves.

 

VVWine


VVWine is an Amarante sub-region Vinho Verde wine that was inspired by a romantic tradition; a love story lived through the regional popular “Valentine Handkerchiefs”. Young girls in love embroidered these handkerchiefs with a variety of motifs in fine linen or cotton cloth. It is a piece of craftsmanship typical of Minho, the heart of Vinho Verde Controlled Designation of Origin (CDO) region.These embroidered handkerchiefs depicted verse, drawings and some patterns symbolizing longing, absence and memory. Once finished, the handkerchief would eventually reach the possession of the beloved man that would wear in public as a way of showing that he had begun a relationship. If he did not wear the handkerchief in public, it showed that he had refused the young girl. The origin of the “Valentine Handkerchief” is closely tied to the 17th and 18th century’s exclusive “Manorial Handkerchiefs”, later adapted by the women of the people thus making them very common. They belonged mostly to young people with poor access to schooling; hence the spelling mistakes were the result of a certain ignorance. Inspired by this tradition, this wine was born as a call to love, conquest and complicity for all as is the simple yet passionate act of sharing Vinho Verde with your loved one. 

VVWine ist ein Wein (Vinho Verde) aus der Unter-region von Amarante, die von einer romantischen Tradition inspiriert wurde, einer Liebesgeschichte über die “Tücher der Liebenden”. Diese Tücher wurden von den Verliebten in einer Vielzahl vonMotiven infeinen Leinen-oder Baumwolltücherngestickt. Es ist ein typisches Stück Handwerkskunst aus der RegionMinho, der Ursprung desVinho Verde. In diesen Tüchern wurden Verse und Bilder gestickt, die beispielsweise Sehnsucht, Abwesenheit und Erinnerung darstellen. Nachdem das Tuch gestickt wurde,erreichte es schließlich den Besitz des geliebten Mannes, der es in der Öffentlichkeit trug um zu signalisieren, dass er eine Beziehung begonnen hatte. Wenn er es nicht in der Öffentlichkeit getragen hatte, war es ein Zeichen dafür, dass er sich der Liebe der jungen Frau geweigert hatte. Der Ursprung des “Tuchs der Liebenden” ist eng mit den “senhoris Tüchern” verbunden, stammen aus den XVII / XVIII Jahrhunderten, die später von den Frauen des Volkes übernommen wurden und somit einen Volkscharakter bekommen haben. Diese jungen Frauen des Volkes hatten überwiegend keine Schulbildung. Daher die Rechtschreibfehler, die waren das Ergebnis der Unwissenheit.Inspiriert von dieser Tradition entstand dieser Wein als Aufruf zur Liebe, der Eroberung der Herzen und Freundschaft, so wieder einfache Akt des Wein trinkens zu zweit.