Mel Santa Maria, notre partenaire/partner/parceiro

02/03/2015 17:11

Mel Santa Maria deu os primeiros passos com o surgimento de um enxame na casa da Quinta do Paranho, em Santa Maria de Émeres, Valpaços, em 1995. Depois de introduzido numa colmeia, o trabalho do enxame foi acompanhado semanalmente com muitas horas de observação. O gosto pelas abelhas aumentou e de uma, a povoação cresceu para onze colmeias. Em 1996 houve a primeira produção de mel, cerca de 170 kg. É nesta altura que surge a ideia de dar ao mel o mesmo nome da aldeia onde tudo começou: Mel Santa Maria. Hoje existe já um efectivo com cerca de 1000 colmeias, localizadas em várias zonas de Trás-os-Montes. A empresa Mel Santa Maria começou a laborar a partir do ano 2000.

Dependendo da localização, o mel produzido apresenta características diferentes, pois são diferentes os tipos de vegetação onde as abelhas vão recolher os pólenes para a produção do mel. O Mel de Santa Maria produz méis mono florais que são o rosmaninho (lavandula Stoechas) e urze (Erica Sp.), Queiró (Erica umbellata), Carvalho (Quercus robur).

Tipos de Mel

mel de rosmaninho é produzido na Terra Quente transmontana mais concretamente entre Valpaços e Mirandela, pois a altitude é abaixo dos 400m, altitude favorável ao crescimento espontâneo deste tipo de floração silvestre. Nesta região da Terra Quente, as florações são curtas e intensas produzindo mel de grande qualidade. O mel de rosmaninho tem uma cor clara com um paladar suave.

mel de urze é produzido na região de Barroso mais concretamente no concelho de Montalegre e Boticas. Esta floração está acima dos 800 metros de altitude onde predomina a urze, queiró e carvalho. O mel de urze tem uma cor escura com um paladar forte e intenso, o néctar das urzes acentua profundamente o odor do mel.

http://www.melsantamaria.com/